Janot pede prisão de quatro peemedebistas

Rodrigo Janot, Procurador Geral da República, enviou ao STF (Supremo Tribunal Federal) um pedido de prisão para quatro PMDBistas. O presidente do senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o senador Romero Jucá (PMDB-RR), o ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP) e do deputado afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

O caso foi parar nas mãos do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo. Renan, Sarney e Jucá serão investigados pela gravação em torno das gravações feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado que envolveu os peemedebistas. As gravações relatam um plano para atrapalhar as investigações do esquema de corrupção da Petrobrás.

Mais informações, clique aqui.

(Folha de S. Paulo)

Presidente interino causa desconforto com suas primeiras ações

Michel Temer, presidente interino da República, decidiu autorizar, na semana passada, reajustes salariais para diversas categorias de servidores públicos, fazendo com que houvesse a primeira divergência entre a equipe econômica e os articuladores políticos do seu partido (PMDB). No Ministério da Fazenda, a bola da vez é que não pode haver gastos, o interino o fez ao contrário.

A equipe econômica tem que realizar cortes e vê essa ação do Governo como “incompreensível” e não admite esse tipo de ação, afinal, são bilhões (de reais) em gastos. Isso faz com que fique cada vez mais claro que o sangue derramado não será de todos, apenas dos mais fracos: a população.

O fato se deu logo na semana que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou números do desemprego no Brasil. É alarmante e um recorde negativo o número de pessoas que não estão empregadas no nosso País: 11,4 milhões de brasileiros.

O Jornal “O Estado de S. Paulo” apurou que o Ministério da Fazenda se quer foi envolvido nas decisões do interino. Veio de cima, apenas. Sendo assim, o ministro escolhido por Temer está de enfeite.

 

Com informações: UOL, Terra.

Regimento das eleições 2016 – SESDUEM

DAS ELEIÇÕES E POSSE DA DIRETORIA EXECUTIVA

Art. 32. Poderá candidatar-se o filiado da SESDUEM, inscrito há pelo menos 90 (noventa) dias, em pleno gozo de seus direitos.

§ 1º Não poderão candidatar-se a cargos eletivos para a SESDUEM, os filiados, que estiverem exercendo funções de Direção na Universidade Estadual de Maringá, os professores visitantes e os temporários;

§ 2º O sindicalizado que estiver exercendo cargo eletivo na SESDUEM e vier a assumir função de Direção na Universidade Estadual de Maringá, estará automaticamente desligado do cargo;

§ 3º Para efeitos do que tratam os parágrafos anteriores, são consideradas funções de Direção na Universidade Estadual de Maringá: Reitor, Vice-Reitor, Pró-Reitores, Assessorias diretas dos mesmos e Diretores de Centro;

Art. 33. As inscrições de candidatos serão feitas por chapa junto à Secretaria da SESDUEM, mediante requerimento assinado por todos os componentes de cada chapa, devendo obrigatoriamente constar no requerimento o nome de todos os candidatos aos cargos da Diretoria Executiva, inclusive Suplentes.

Art. 34. São eleitores todos os filiados da SESDUEM no gozo de seus direitos, desde que inscritos 90 (noventa) dias antes da data de realização das eleições.

Parágrafo único. É vedado o voto por procuração.

Art. 35. O processo eleitoral será coordenado pela Comissão Eleitoral.

§ 1º Cabe à Comissão Eleitoral proceder ao escrutínio do pleito e proclamar os resultados, sendo considerada eleita a chapa que obtiver maioria simples de votos válidos (maior número de votos);

§ 2º Das deliberações da Comissão Eleitoral caberá recurso à Diretoria Executiva e desta, à Assembléia Geral;

§ 3º A Comissão Eleitoral será constituída por 5 (cinco) membros nomeados pela Diretoria Executiva.

Art. 36. A posse da Diretoria Executiva dar-se-á no prazo máximo de 10 (dez) dias, após a proclamação dos resultados.

Presidente da SESDUEM convoca novas eleições

Atenção: convocação de novas eleições na SESDUEM

A presidente da SESDUEM, Sandra Ferrari, convoca novas eleições para a diretoria executiva do sindicato. As inscrições das chapas estarão abertas a partir do dia primeiro de junho e se estendem durante 10 dias corridos (01/06/2016 à 10/06/2016). As eleições acontecem no mês de julho, dia 15. A posse da chapa eleita, está prevista para dia 20 de julho deste ano.

Mais informações em breve aqui no site da SESDUEM e em nossas redes sociais. Se preferir ligue no telefone: (44) 3354-9420.

(Assessoria)Presidente da SESDUEM convoca novas eleições